É possível prevenir a cegueira?

Tempo de leitura: 3 minutos

Você já parou para pensar que existem muitos motivos para os casos de cegueira, no Brasil e no mundo? A Organização Mundial de Saúde (OMS) afirma que cerca de 60% dos casos de cegueira são evitáveis se receberem tratamento precoce e/ou preventivo.

Outro dado importante é que, no Brasil, existem mais de 1,2 milhão de cegos. No mundo todo, são 39 milhões de pessoas e outras 246 milhões com baixa visão. Esses números vêm aumentando nos últimos 25 anos, e várias doenças oculares que causam cegueira são mais identificáveis e evitáveis hoje. Diante de dados tão alarmantes, é importante levantar cuidados básicos para evitar alguns motivos de cegueira para conscientizar os pacientes. Consultas oftalmológicas regulares estão entre os cuidados mais eficazes para afastar os riscos de cegueira.

POR ONDE COMEÇAR?

As consultas com especialistas devem começar desde o pré-natal, se estendendo para o nascimento do bebê e toda a infância. O cuidado com a visão dos recém-nascidos é muito importante, e avaliações periódicas também pode descobrir riscos e tratamentos para outras doenças.

Para evitar a cegueira na infância, também é preciso reforçar a vacinação de mulheres adultas contra rubéola, sarampo e toxoplasmose, que podem levar doenças à criança durante a gestação.

É muito importante observar que o envelhecimento traz doenças como a catarata e o glaucoma que, se não tratados, acarretam em perda gradativa da visão, mas também podem cegar completamente. Porém, o envelhecimento é só mais um fator de risco para nossos olhos: o uso indiscriminado de remédios (incluindo colírios), cigarro, sedentarismo e problemas sistêmicos, como pressão alta e diabetes, também podem influenciar diretamente na qualidade da visão.

No decorrer da vida, é importante que você vá ao oftalmologista pelo menos uma vez a cada três anos, para casos de pessoas que não apresentam nenhuma dificuldade de visão. Se houver algum histórico de doenças oculares na família, o contato com o oftalmologista deve ser mais frequente.

Mas, após os 40 anos, é importante que as consultas ocorram pelo menos uma vez ao ano, para garantir que a visão continue saudável. Não é recomendado esperar que apareçam manchas ou pontos escuros na visão para procurar um especialista.

CUIDADO COM OS HÁBITOS

Há muito já se fala que alto uso de celulares, tablets e computadores prejudica nossa visão, principalmente em quem está mais propenso a desenvolver miopia. Porém, forçar a visão por ler e/ou trabalhar em locais fechados também pode diminuir a nitidez de nossos olhos, mas sem causar cegueira. O importante é cuidar da sensação de olhos secos e tratar a vista cansada.

Outro hábito muito comum é coçar os olhos com as mãos sujas, que leva poeira e bactérias ao nosso globo ocular. Um cuidado essencial é utilizar óculos de proteção sempre que lidar com substâncias perigosas, como inseticidas, ácidos e poeira, e principalmente ao trabalhar com solda. Não se esqueça de colocar o cinto de segurança, principalmente nas crianças e sempre procurar um médico em caso de ciscos ou fagulhas nos olhos!

Fique atento(a) à saúde de seus olhos e cuide bem desse órgão tão importante e precioso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *