As 3 Principais doenças oculares que atingem os idosos

Tempo de leitura: 5 minutos

Com o avanço da idade algumas doenças são inevitáveis, principalmente em relação a visão e a dificuldade com a visão é muito comum entre os idosos.

Em uma pesquisa realizada pelo IBGE em 2018 aponta que aproximadamente 13,5% da população brasileira é composta por idosos acima 60 anos , estima-se que esse número deve duplicar. Portanto, é bom ficar alerta para algumas doenças oculares propícias a pessoas que estão nesta fase da vida.

Como alguns já disseram, o envelhecimento não é para os fracos de coração. Nem sempre é uma experiência agradável, pois dores e problemas de saúde parecem surgir mais rapidamente do que uma tempestade em um dia quente de verão.

Doenças oculares fazem parte da realidade do processo de envelhecimento para muitos idosos. Mesmo que elas sejam comuns, a compreensão dos sintomas, tratamentos e cuidados necessários pode tornar a perspectiva de uma boa visão e um pouco menos intimidante.

1.Catarata

Cataratas nos idosos tendem a aparecer lentamente e por um longo período de tempo. A lente do olho é normalmente transparente. Uma catarata é simplesmente uma turvação da parte da lente do olho. O primeiro sinal de catarata é a visão prejudicada. Isso pode não ser um problema sério, e a pessoa idosa pode notar uma visão diminuída.
Tipicamente, para determinar a presença de uma catarata e o impacto que ela tem na visão do paciente, um exame ocular é necessário. O oftalmologista dará um teste de acuidade visual que medirá o quão bem o paciente vê em diferentes níveis.
Além disso, um exame de olho dilatado pode ocorrer. A dilatação das pupilas permite ao médico uma melhor visualização do nervo óptico e da retina.

A um certo ponto, as cataratas podem limitar a capacidade do paciente de fazer coisas cotidianas. Escadas e degraus podem se tornar obstáculos à medida que a catarata progride. Além disso, dirigir pode se tornar problemático à medida que a catarata se agrava.

Uma vez concluído o diagnóstico, o tratamento mais comum para cataratas em pacientes idosos é a cirurgia.

A cirurgia de catarata é um procedimento rápido e fácil que é realizado em um ambiente ambulatorial. Durante a cirurgia, a lente turva é removida através de um pequeno corte feito no olho e substituído por uma lente artificial. A cirurgia de catarata pode ser feita de várias maneiras – incluindo o uso de ferramentas especiais, energia ultrassônica para romper a lente e sucção para remover as peças. O método mais popular de cirurgia de catarata, ultimamente, é a cirurgia a laser, que permite um maior grau de precisão.

Normalmente, se o paciente tiver catarata em ambos os olhos, um olho será corrigido de cada vez.

Embora as cataratas sejam uma parte incômoda do processo do envelhecimento, com as tecnologias modernas, é relativamente fácil removê-las e continuar com sua vida normal.

2.Glaucoma

O glaucoma é um conjunto de doenças que podem danificar o nervo óptico do olho e resultar em perda irreversível da visão, e em última instância, podem causar cegueira total. É uma das principais causas de cegueira, e provavelmente, a causa mais evitável de perda de visão.

O glaucoma tende a ocorrer mais freqüentemente em pessoas com mais de 60 anos. À medida que as pessoas envelhecem, aumenta cada vez mais os casos de glaucoma em idosos.

Qualquer um pode ter glaucoma, mas por razões que não são totalmente compreendidas, é mais comum em pessoas de ascendência afro-americana e mexicano-americana. Além de histórico familiar, e outros fatores de risco que incluem, miopia, lesão ocular prévia, pressão arterial baixa, diabetes e exposição prolongada à cortisona, um hormônio esteróide.

Nossos olhos contêm fluido que mantém uma pressão constante dentro do globo ocular. Quando a válvula que regula este líquido sofre algum dano, a pressão falha, e o nervo óptico é danificado pelo aumento da pressão no olho.

Esse processo é indolor e gradual, e a visão geralmente parece normal quando está acontecendo.

Apenas um exame de visão completa, incluindo tonometria, um exame de campo visual, avaliação da acuidade visual e um exame de olho dilatado podem determinar se você tem algum desses tipos de glaucoma.

3.DMRI-Degeneração macular relacionada à idade


Degeneração macular relacionada à idade – também chamada de degeneração macular, AMD ou ARMD – é a deterioração da mácula, que é a pequena área central da retina do olho que controla a acuidade visual .

A saúde da mácula determina nossa capacidade de ler, reconhecer rostos, dirigir, ver televisão, usar um computador e realizar qualquer outra tarefa visual que exija ver detalhes finos.

A degeneração macular é a principal causa de perda de visão entre as pessoas idosas e, devido ao envelhecimento da população, espera-se que o número de pessoas afetadas pela DMRI aumente significativamente nos próximos anos.

A degeneração macular relacionada à idade geralmente produz uma perda de visão lenta e indolor. Em casos raros, no entanto, a perda da visão pode ser repentina. Os primeiros sinais de perda de visão da AMD incluem áreas sombreadas em sua visão central ou visão incompreensivelmente difusa ou distorcida.

O conteúdo foi útil para você? Compartilhe com seus amigos nas redes sociais!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *