Oftalmologia pediátrica: quais as principais doenças oculares que atingem as crianças?

Tempo de leitura: 3 minutos

 

 oftalmologia pediátrica

A visão é um dos sentidos mais preciosos que temos e, ao longo da vida, devemos tomar muito cuidado com ela. Desde o pré-natal é possível detectar algumas doenças que podem afetá-la e é necessário também, tomar cuidado para que a mãe não desenvolva doenças que atrapalhem o desenvolvimento dos olhos da criança.

Boa parte do desenvolvimento dos olhos acontece até os dois anos de vida e podemos observar muitas crianças com problemas na visão. Por isso, o acompanhamento precisa iniciar após o nascimento e os pais devem observar as dificuldades visuais dos filhos. Você sabe quais as principais doenças que afetam a visão na infância?

Conjuntivite Neonatal

Atinge os olhos do bebê nos primeiros dias de vida e é causada por infecções ou exposição a substâncias irritantes. Os principais sintomas são olhos vermelhos, inchaço na pálpebra ou secreção com pus. O oftalmologista deve avaliar, detectar a causa e indicar o melhor tratamento.

Catarata Congênita ou Infantil

Provoca a perda de transparência no cristalino, deixando-o opaco. Responsável por cerca de 10% das cegueiras na infância, pode ser causada por herança genética, infecções intrauterinas e doenças como rubéola, toxoplasmose e sífilis. A mancha esbranquiçada na pupila pode ser percebida em fotos com flash e alerta que deve-se procurar um oftalmologista. Muitos casos são cirúrgicos e, quanto mais cedo o tratamento for realizado, maiores as chances de uma visão normal no futuro.

Glaucoma Congênito

O glaucoma é o aumento da pressão intraocular, o que pode acontecer antes do nascimento, ainda no útero. É a causa de 20% dos casos de cegueira infantil e pode ocorrer pelo histórico familiar. Os bebês podem ser sensíveis à luz e ter lacrimejamento, além de apresentar um olho maior que o normal. A solução é a cirurgia e, às vezes, também o uso de óculos.

Alergia Ocular

Tem mais chances de acontecer no inverno e na primavera, pois há maior incidência de pólen, ácaro e pelos de animais. A alergia ocular pode causar coceiras, sensibilidade à luz, irritação e inchaço nos olhos, secreção e olhos vermelhos. É necessária avaliação do oftalmologista para indicar o melhor tratamento mas, em geral, ele é realizado com colírios antialérgicos e corticosteróides.

Retinoblastoma

O tumor ocular mais comum entre as crianças se caracteriza por alterações nas células que formam a retina e, como todo tumor, o sucesso do tratamento está ligado ao diagnóstico precoce. Uma das causas é a herança genética e o principal sintoma é o reflexo branco no globo ocular que aparece nas fotografias. Existem casos em que a criança desenvolve estrabismo ou perda da visão e, apesar de não ser tão comum, é um tumor grave e merece destaque.

Estrabismo

Apesar de afetar várias idades, é muito comum nas crianças e interfere no alinhamento dos olhos. Pode ser causado por herança genética ou doenças oftalmológicas graves, como retinoblastoma e catarata congênita. A correção dos olhos pode ser por cirurgia ou o uso de óculos. Se não tratado, pode evoluir e causar outros problemas de visão.

Em quaisquer dos sintomas, consulte sempre um oftalmologista!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *